Tendências em Jeans, Denim e Brim
Vicunha Têxtil

SPFW: Vicunha Têxtil na semana de moda de São Paulo

23 de Março de 2017

#galeria#

Em mais uma edição da SPFW, a Vicunha Têxtil apoia grandes nomes da moda com desfiles memoráveis. Na edição 43, outono/inverno 18, João Pimenta apresentou o melhor de sua coleção, a partir do olhar de seus próprios clientes. O estilista exibiu um ready-to-wear composto por peças estruturadas, recortes geométricos e amplos sob uma influência gótica. O estilista optou pelas sarjas e viscose da Vicunha Têxtil. Madrid, Ypoá e Spinning estrelaram em peças com detalhes marcantes, como costuras à mostra, bordados e golas com babados. Na cartela de cores estavam presentes o preto, off white, caqui, tons de azul marinho e bordô.

Já o desfile da Cotton Project trouxe o conforto e a modernidade para a passarela.  O estilista Ácacio Mendes optou pela sarja Maranelo da Vicunha Têxtil em sua primeira alfaiataria da marca; É a primeira vez que fazemos alfaiataria e o caimento do Maranelo ficou perfeito. Outro tecido que gostamos muito é o jeans Tasmânia, que tem um aspecto vintage, tudo a ver com a gente. É o denim que mais gostamos de trabalhar nas nossas coleções”. Além do Tasmânia, jeans 100% algodão, o estilista também fez criações na sarja Munich na cor cáqui. De construção acetinada, a base tem um brilho natural e alta elasticidade, garantindo o conforto da peça.

O desfile da Amapô Jeans foi repleto de peças criadas com tecidos da Vicunha Têxtil. Em um universo circense e lúdico, a coleção foi marcada por shapes amplos, formas recortadas e tridimensionais e macacões que nos remetem a calças de palhaços. Entre as bases escolhidas para das vida ao desfile ficou o jeans premium Bradley, que foi apresentado em várias lavagens diferentes.

Encerrando a semana de moda, a LAB desfilou com o tema ‘Herança’, inspirado por temas da infância dos irmãos Emicida e Evandro Fióti, idealizadores da marca. “Nossa primeira inspiração foi o samba, que sempre esteve presente na nossa vida. Misturamos isso com os bordados da nossa mãe, que também foi um legado importante para nossa formação”, contam. As peças com as aplicações da Dona Jacira Roque Oliveira foram produzidas na sarja Ypoá, da Vicunha Têxtil.

A sarja resinada Tech foi escolhida pela marca para criar japonas e sobretudos. Já a base Cher, com acabamento Lustrous Leather, apareceu em um macacão com pegada hip hop, aliando a elegância do couro ao visual hi-tech. Também estavam presentes na coleção peças de corte retos e fluidos, no estilo típico do sambista, produzidos com o artigo Madrid, também da Vicunha Têxtil.